Humanidades em tempos de confinamento

A revista Humanidades, da Editora UnB, abre chamada para uma edição especial voltada para a reflexão dos tempos de isolamento social, em decorrência da pandemia da Covid-19. Batizada de Humanidades em tempos de confinamento: artes, literatura, ciências, a publicação irá selecionar textos de, no máximo, 3 mil caracteres, com espaçamento um e meio, em Arial 12. Imagens deverão ser encaminhadas separadamente, com alta resolução e com autorização de publicação de imagem.

Podem encaminhar colaborações: professores, pesquisadores, alunos, técnicos da UnB e de outras instituições de ensino e pesquisa públicas e privadas, além de jornalistas, poetas, desenhistas e demais profissionais. O prazo para o envio é 30 de junho, para o email imprensaeditora@unb.br.


Como objetivo, a Humanidades quer instigar a reflexão sobre o humano e as Ciências Humanas em tempos de confinamento. Deste modo, as diretrizes temáticas envolvem pensar sobre a vida na Terra, o meio ambiente, o papel da ciência na luta contra a morte e a doença. Dentro do escopo há espaço para expressar sentimentos sobre o ser humano no mundo em face das aflições decorrentes da pandemia e o papel dos pesquisadores nesse contexto.


A intenção, segundo a editora, é de apresentar um caleidoscópio do pensamento contemporâneo e fornecer um panorama histórico sobre nosso tempo e nosso futuro próximo e distante, tomando como provocação as diversas perguntas colocadas neste texto que se quer uma chamada em sentido estrito: um apelo à reflexão, um apelo à criação, um apelo à descoberta.


Algumas questões sugeridas pela revista para instigar os colaboradores:

Qual o valor da vida nesses tempos de peste?

O que aprendemos com as pandemias do passado, por meio das evoluções científicas, mas também por meio da literatura e das artes?

Como a humanidade poderá sobreviver a novos ataques do porte desta pandemia?

O que será esse “novo normal” de que tanto se fala? E qual seria o nosso “normal”, se é que havia antes uma normalidade em nosso modo de vida comum?

Com que expectativas, esperanças, sonhos, formas de governança, de economia, de arranjos sociais, sairemos desse longo período de confinamento?

Como as universidades, lugares de encontro e culturas, lugares de compartilhamento do conhecimento, sobreviverão a essa crise?



11 visualizações
 
  • Instagram
  • YouTube
  • Twitter
  • Facebook
  • LinkedIn

secretaria@escoladehumanas.com.br

CNPJ

38.732.614/0001-3

Asa Norte
CEP: 70845-050 Brasília DF

©2020 por Escola de Humanas